Blog

Ensaio Aberto 8: A Mesa, Cheap blues e Nino Navarro

O Expurgação realiza domingo, 13/04, às 16 horas, a sétima edição do Ensaio Aberto. Desta vez teremos a apresentação das bandas A Mesa, Cheap Blues e do compositor Nino Navarro (RJ).

Com as portas abertas para a rua, o evento aproxima o público dos músicos convidados em um ambiente intimista, onde o músico tem liberdade para expor seu trabalho de maneira informal. Este evento tem como característica principal agregar ações que permitam a difusão das diferentes manifestações artísticas e culturais, bem como proporcionar o intercâmbio, aperfeiçoamento e troca de experiências entre os participantes e a sociedade.

Atrações…

1)A MESA

“…em torno da mesa larga,
largavam as tristes dietas,
esqueciam seus tricotes,
e tudo era farra honesta
acabando em confidência…”

Esse trecho de “A Mesa”, poema de Carlos Drummond de Andrade, retrata bem os nossos encontros. A Mesa, como foi batizado este projeto, é mais do que uma banda; é um espaço de confraternização e manifestação artística, democrático e livre de preconceitos. Apenas amigos reunidos em torno de uma mesa qualquer, tocando instrumentos, compartilhando ideias e falando da vida.

Essas reuniões tiveram início em meados de 2012, com os amigos Fabrício Miyakawa e Gibran Chequer, que logo começaram a agregar novas cabeças aos encontros e juntos descobriram uma forma suave e sem compromisso para dividir inspirações e criar harmonias. O primeiro fruto dessa parceria foi a composição “Lobo Mau”, que no final de agosto de 2012 foi selecionada por um júri especializado como a vencedora do 3º Festival Vitória em Canto.

“A Mesa” tem um som versátil gerado pela união de músicos com estilos diversos influenciados pela música vocal, pelo samba de raiz, rock psicodélico e pela música brasileira dos anos 60. Relaciona temas que vão do berço à viagens interplanetárias, passando pelos relacionamentos, política e religião com letras diretas ou carregadas de figuras de linguagem e arranjos criativos e recheados de vocais bem trabalhados.

2)CHEAP BLUES

Em 2007, os primos Marcelo e Henrique Mattiuzzi se juntaram para tocar rock and roll em uma garagem em João Neiva. Após 3 anos arranhando guitarras, trocando formações e definindo o estilo da banda, nasceu a CHEAP BLUES juntamente com o baterista André Mattiuzzi.

Bebendo da mesma fonte que Eric Clapton, Celso Blues Boy e Jimy Hendrix (entre outros sessentistas) a banda passou a ser influenciada por autores clássicos do blues como Willie Dixon, Howlin Wolf, Muddy Waters, Little Walter e outros nomes do blues norte americano.

A pegada power trio foi incrementada pela gaita de André Azoury (Sorin) em 2013, mantendo o som enérgico e as performances agitadas da banda.

Entre as realizações da Cheap Blues na estrada a banda já conta com a participação no “II FESTIVAL ITNERNACIONAL MANGUINHOS DE JAZZ E BLUES” e com a premiação no “VI FESTIVAL PRATO DA CASA”.

A prosperidade da banda se da na constante construção de um público nos shows e na difusão das músicas autorais, reproduzidas em rádio e televisão na Grande Vitória.

3)NINO NAVARRO

Um dos nomes mais interessantes da nova cena do rock carioca vem de lá do “outro lado da poça”. Nino Navarro é um músico/compositor de Niterói que já lançou dois álbuns marcados pela diversidade sonora, com influências de nomes como Lou Reed, Caetano Veloso e Devendra Banhart. Com sua mistura de rock alternativo, MPB e outros gêneros, e letras em português e inglês, ele ganhou destaque em sites e blogs brasileiros e internacionais. Morando entre o Brasil e a Itália desde 2012, ele já se apresentou em Milão, e seu último álbum de estúdio, o Guanabara City, recebeu uma resenha muito positiva no portal de música italiano “Rockit”.

Integrante da cena niteroiense formada em torno do estúdio e selo Tomba Records (De Leve, Gilber-T, Tomba Orquestra, Quinto Andar), Nino Navarro toca seu trabalho de forma independente, com disponibilização gratuita dos seus álbuns no bandcamp (www.ninonavarro.bandcamp.com). Em 2014, ele retorna ao Brasil para uma temporada de shows em terras tupiniquins.

O álbum Guanabara City entrou na lista de Retrospectiva 2013 ou 101 álbuns de download gratuito do blog Euovo, que destacou os melhores da música brasileira de 2013 nessa categoria. http://euovo.blogspot.it/2014/01/retrospectiva-2013-ou-101-albuns-de.html

O álbum ganhou uma cotação entre 70 e 80, considerado de “boa qualidade” na lista do site Embrulhador (http://www.melhoresdamusicabrasileira.com.br/2013/12/2013-ranking.html)

A canção “Que Me Chama Que Eu Vou” entrou na lista das 5 melhores músicas de 2013 do jornalista italiano Manfredi Lamartina, do site Rock.it (http://www.rockit.it/user/manfredi/note/topit-2013/27021)

A canção “Força Bruta” entrou na lista das 100 melhores de 2013 do Jardim da MPB (http://www.jardimdampb.com.br/as-100-melhores-musicas-de-2013/)

A canção “Tudo Vai Mudar” entrou na lista de melhores de 2013 do jornalista Otaner, do blog La Cumbuca (http://www.lacumbuca.com/2014/01/la-cumbuca-podcast-008-melhores-musicas.html)

SOBRE O ENSAIO ABERTO

No Centro Histórico de Vitória, a Rua Nestor Gomes, nº 227, sob a intervenção do Coletivo Expurgação, é o cenário para o Ensaio Aberto. Os edifícios vizinhos ganham projeções de vídeo que transformam a rua com intervenções urbanas limpas, feitas com o controle da luz do local, abrindo assim um espaço amplo para interação entre os presentes.

Quero receber mais informações do coletivo

Creative Commons License by-nc-nd Expurgação 2007-2015