Blog

Um breve panorama sobre a utilização de energias na história da humanidade – parte 1/2

Desde tempos remotos o homem utilizou energias para impulsionar seu desenvolvimento e o de sua sociedade. Na pré-história, dirigia-se às queimadas causadas por raios para capturar o fogo, utilizando madeiras e vegetações secas para transportá-lo ao local desejado – sem deixá-lo apagar.

O propósito do homem em obter o fogo era iluminar os ambientes e se aquecer do frio. Tempos depois o homem descobriu que podia obter fogo com o atrito de madeiras e pedras, incendiando palhas secas com as fagulhas resultantes deste atrito. Com essa descoberta o homem dominou o fogo e passou a utilizá-lo para outras finalidades em prol de seu benefício, como cozer seus alimentos, afastar os animais predadores e outros inimigos que ameaçavam seu grupo.

Na antiguidade, há milenios antes do nascimento de Cristo, época que abrange as civilizações antigas da Suméria (6.000 a.C), do Egito (3.500 a.C) e da Índia (4.000 a.C), o homem utilizou a energia física dos animais que domesticava a fim de realizarem trabalhos mais pesados, como transporte de cargas, arar a terra, girar moendas e como meio de locomoção para percorrerem longas distâncias – para tal utilizavam cavalos, camelos e elefantes.

A energia proveniente dos ventos teve papel imprescindível para o desenvolvimento da humanidade como a conhecemos hoje. As caravelas utilizadas pelos europeus na época das Grandes Navegações (século XV d.C.) eram movidas pela força dos ventos, e tinham os oceanos como largas rodovias. Levados pelos ventos, e guiados pelos astros, o resultado dessas navegações foi o descobrimento – e consequentemente a colonização – de novos continentes. O ar, esse bendito elemento vital, também contribuiu com os primeiros processos industriais desenvolvidos pelo homem, que se deu pela transformação de produtos primários através de moinhos de vento.

Com a invenção da máquina a vapor, deu-se início no século XVIII, a Revolução Industrial na Europa, que se expandiu pelo mundo no século XIX. Esse marco gerou grandes mudanças nos recursos tecnológicos, causando profundos impactos em nível economico e social, e marcando definitivamente o uso e a importância da energia para os tempos modernos que se iniciavam. As máquinas permitiram produção em maior escala com menos mão-de-obra, isto significou mais lucro para os proprietários das indústrias. Em algumas décadas o uso dessas máquinas movidas a combustíveis fósseis chegaram nos quatro cantos do mundo, substituindo o trabalho manufaturado pelo trabalho maquinofaturado, dando início a uma intensa Era de poluição da atmosfera de nosso planeta.

Quero receber mais informações do coletivo

Creative Commons License by-nc-nd Expurgação 2007-2015