Blog

Mecanismo de Antikythera

Dentre as realizações dos povos antigos está um mecanismo de engenhosidade extraordinária. Criada há mais de 2 mil anos na Grécia, essa fabulosa invenção permaneceria sob as águas do Mediterrâneo até ser encontrada há 111 anos, e sua utilidade dismistificada somente na década passada.

Antes de ser submergida, encontrava-se a bordo de uma embarcação romana que provavelmente viajava da Ásia Menor para a Itália, por volta de 80 a.C. Ao passar nas águas entre o Peloponeso e Creta, o navio teria colidido com rochas corais aos pés da ilha de Antikythera.

Quando mergulhadores encontraram os restos da embarcação e seu carregamento, em 1901, a atenção foi voltada para os utensílios e estátuas de bronze que estavam no fundo do mar, apesar de peças de bronze corroídas também terem sido encontradas.

Apenas no século 21 com o auxílio da tecnologia avançada de raio-x foi possível que os cientistas enxergassem através da corrosão e observassem essa relíquia em perspectivas tridimensionais: um mecanismo com um sistema extremamente elaborado de engrenagens e ponteiros capazes de indicar movimentos astronómicos, ao exemplo de eclipses solares e lunares, translação, rotação e revolução da Lua, movimentos de corpos celestes do sistema solar e também o ciclo das olimpíadas.

Quero receber mais informações do coletivo

Creative Commons License by-nc-nd Expurgação 2007-2015