<!--:pt-->Artista e Designer / Bruno Munari<!--:-->

Artista e Designer / Bruno Munari

 

 

“O Artista é autor de peças raras, únicas, feitas pelas própria mãos. Trabalha de um modo pessoal, procurando exprimir, numa linguagem caracterizada visualmente por um estilo próprio as sensações que nascem nele segundo os estímulos que recebe do mundo em que vive: Trabalha para si próprio e para um elite que a possa entender.”  

Pág. 25 – 4 parágrafo.

“Suponhamos que existe uma sociedade de gente corrupta, de interesseiros e especuladores, de parasitas, de ignorantes e por isso presunçosos, de hipócritas e desonestos, de aldrabões, de intriguistas, de reacionários e conservadores. Uma sociedade em que um tipo de sugestão religiosa bem planeado é imposto aos indivíduos com lavagens ao cérebro na infância (idade em que o caracter do indivíduo se forma e se mantém para toda a vida), com a finalidade de manter o povo na ignorância e camuflar obscuras manobras financeiras. Então neste tipo de sociedade, teremos um elite composta pelo que há de mais interesseiro, corrupto, de mais hipócrita, de mais reacionário e assim por diante.

[…]

Dado o nível cultural imaginável um tipo de elite como a que referimos, haverá preferência pelas encomendas no sentido de um tipo de arte que imite servilmente, ao nível mais baixo possível, se não mesmo de algo que nada tem de arte.

[…]

Outros aceitarão em vez disso uma arte qualquer, que até pode ser incompreensível desde que seja reconhecível, mas necessariamente a altíssimo preço.”

Pág. 25 e 26 5 paragrafo.

About The Author

chicow

4 Comments

  • Manoella Mariano on 22 nov 2007

    É claro que tudo isso é só uma suposição… rs Oo
    Algo que nada tem de arte tem aos montes.

  • Vinicius Guimarães on 25 maio 2012

    Achei o texto bem equivocado. Provavelmente deve ser um texto bem antigo, com visão bem modernista… a cara do design goela a baixo.
    Vou contradizer aqui rapidinho.. O artista não necessariamente é autor de peças raras e únicas, vide Andy Warhol e movimento minimalista, ambos se apropriavam das possibilidades de reprodução seriada.
    E pelo dá a entender no texto, o designer então seria o super homem, capaz de produz para as massas, produtos bons e baratos.. ledo engano,. Veja a produção por exemplo de um cadeira clássica da era Bauhaus, teoricamente era para ser um produto de boa qualidade, ergonômica e principalmente acessível as massas,. Mas hoje o que acontece é contrario,. O Design é feito para as elites,. Vc ver uma cadeira, por exemplo, a Red and Blue Chair, do Gerrit Rietveld sendo vendido por uma pequena fortuna na tok&stok e não na Sipolati em 10x pro povão.
    Desculpe Bruno Munari e companhia.. mas o buraco é mais a fundo!

  • chicow on 25 maio 2012

    Grande Vini!

    Com certeza esse texto é das antigas. E Bruno Munari estava um tanto certo também em sua crítica, naquele tempo. Creio que não é direcionado a arte em sí, mas ao mercado elitista da arte que consome aquilo que está nas grandes galerias. Enfim eu vejo uma crítica a Elite, e não a ARTE. E essa elite presunçosa também consome o que há de mais baixo no design, e vice versa, nivela por baixo.

    E po, não sei da onde você tirou esse entendimento com relação ao Design. Em nenhum momento ele fala sobre Design, ou defende o Design em detrimento das artes plásticas. Acho que essa crítica sua é pessoal.

    Abrá

  • Vinicius Guimarães on 25 maio 2012

    Nóia total da minha parte mesmo, criei uma relação com design por causa do título mesmo… só reparei agora que esse post é de 2007,. num sei porque isso apareceu pra mim no facebook. Doidera doida! Abraçao pra galera!

CONTATO

+55 (27) 3026-0998
contato@expurgacao.art.br
Rua Nestor Gomes, 227
Centro - Vitória/ES
CEP: 29.015-150